Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020

CONTACTOS

STEC
INFORMAÇÃO STEC
PANDEMIA DO VÍRUS COVID-19 E OS TRABALHADORES DO GRUPO CGD
2020-03-20
Aos Sócios do STEC,

 

 

Alguns esclarecimentos e informações sobre a grave situação que todos estamos a viver.

 

Começamos por chamar atenção de todos, para o facto de as autoridades terem determinado que a atividade bancária é uma prioridade em termos de funcionamento.

 

A CGD, como único banco público do país assume aqui uma obvia e ainda maior responsabilidade.

 

Esta questão faz parte das dúvidas que nos têm sido levantadas. Em resposta, podemos dizer, que nesta altura aos trabalhadores da CGD é exigido, na prática, o mesmo que a todos que trabalham em hospitais, centros de saúde, farmácias, mercados, supermercados e produção de bens alimentares.

 

Depois, na Caixa, temos outra evidência – o papel fundamental que os trabalhadores das agências são chamados a desempenhar nesta situação e o risco que daí lhes advém. Neste particular, a intervenção do STEC têm sido sensibilizar a Caixa para a premência de assegurar os meios de proteção que permitam reduzir ao máximo o risco de contágio a que estes trabalhadores estão expostos.

 

Apesar da pronta disponibilidade que nos têm sido manifestadas, o problema parece residir na dificuldade de efetuar esse abastecimento, tanto a nível de aquisição como de distribuição dos materiais. Assim, solicitamos que nos continuem a reportar todas essas insuficiências, para que possamos levar o assunto ao conhecimento da CGD.

 

Ainda quanto aos trabalhadores das agências, informamos que já confirmámos junto da CGD a existência nas agências de um sistema rotação, a definir por cada órgão de gerência, que permite colocar alternadamente alguns trabalhadores em casa. Uma decisão que apoiamos, mas que não aceitaremos que possa ter alguma repercussão negativa na remuneração.

 

Outras preocupações que alguns trabalhadores nos têm manifestado têm a ver com as suas remunerações e a garantia de que as mesmas serão creditadas normalmente. Neste caso a CGD assegurou-nos que não há motivo para qualquer alarme.

 

Deixamos por último uma informação e um pedido. A Direção do STEC, tanto na Sede em Lisboa, como nas delegações do Porto e Coimbra irá continuar a assegurar o trabalho, seja no atendimento dos sócios ou nos contatos institucionais. Apelamos, entretanto, à compreensão de todos, dada a situação que estamos a viver, para nos contactarem por email ou telefone, mas para evitarem deslocarem-se pessoalmente ao sindicato.

 

 

Caro(a) Associado(a)

 

Ainda que não tenhamos resposta para muitas das perguntas que nos fazem e para vários problemas angustiantes que nos colocam, asseguramos que vamos continuar a estar presentes, disponíveis e empenhados para ajudar em tudo o que for possível.

 

Vivemos todos um momento difícil e perigoso, face a um inimigo desconhecido e imprevisível. Isso obriga-nos a uma atitude – estarmos juntos e estarmos unidos, perante uma adversidade que nos está a atingir a todos, sem exceção e a que, todos somos obrigados a responder.

 


A Direção

 

 

TopoIr para lista

img_geral_logo