Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020

CONTACTOS

STEC
INFORMAÇÃO STEC
AOS SÓCIOS DO STEC
2020-03-27
Aos sócios do
STEC
 
Voltamos ao contacto para vos dar nota das últimas diligências feitas pelo STEC, em relação à grave situação que todos estamos a viver.
 
Temos mantido um contacto regular com o Gabinete de Crise da CGD, e é por esta via que tomamos conhecimento da evolução da situação, na ótica da gestão, e que apresentamos e pedimos resposta, para as questões que nos são colocadas pelos sócios. Nomeadamente:
 
- O negócio e a saúde dos trabalhadores. Sendo certo que a continuidade de negócio é uma questão que todos temos obrigação de salvaguardar, até porque pelo facto de trabalharmos na CGD, um Banco público, a verdade é que, acima de tudo, não pode deixar de estar a saúde de quem aqui trabalha. Apresentámos a questão no sentido de fazer refletir a gestão sobre o equilíbrio e o bom senso que tem de presidir a esta dualidade de interesses.
 
- Os meios de proteção individual estão a chegar muito lentamente a vários locais de trabalho, nomeadamente às Ilhas. Embora admitindo que tal se possa dever a problemas logísticos, insistimos que estas dificuldades têm de ser rapidamente ultrapassadas.
 
- O sistema de rotatividade definido para as Agências, não está a ser aplicado de forma igual em toda a rede. Desconhecendo-se outra razão, o que sabemos e denunciámos, é a diferença de comportamento por parte de algumas hierarquias, perante esta decisão da gestão. Enquanto umas se empenham ativamente na sua aplicação e procuram proteger o mais possível aqueles trabalhadores que estão na primeira linha de risco, outras há que têm uma incompreensível atitude de distanciamento dos trabalhadores a que superintendem. Precisamente daqueles trabalhadores que apenas parece conhecerem quando se trata de exigir, mas que depois, lamentavelmente, pouco ou nada respeitam.
 
- O apoio domiciliário aos menores de 12 anos - Um assunto que atempadamente colocámos à CGD, pelo conhecimento que temos, da angústia que a aproximação da data (27 de março) tem provocado em muitos dos nossos sócios. Um tema abordado no D.L. 10-K/2020, de 26/3.
 
- As medidas de apoio aos clientes particulares e às Empresas, definidas pela Administração, não terem contemplado os trabalhadores da CGD e do Grupo. Um assunto que também apresentámos, pela importância que reveste na atual situação.
 
 
Vivemos tempos de exceção, em que nada é igual, aquilo a que fomos habituados. Tempos que nunca vivemos e cujas consequências desconhecemos em absoluto. Tempos de mudança, de que não sabemos como vamos sair… e como vamos ficar.
 
Na atual situação, só temos um caminho – SEGUIRMOS UNIDOS COMO NUNCA!

Esta é a hora, de todos interiorizarmos aquela verdade que o STEC sempre afirmou – SOZINHOS NÃO SOMOS NADA, MAS JUNTOS PODEMOS TUDO!


A Direção
 



TopoIr para lista

img_geral_logo