Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020

CONTACTOS

STEC
INFORMAÇÃO STEC
CGD JÁ OUVIU O GOVERNO E VAI PROPOR NÃO DISTRIBUIR DIVIDENDOS
2020-03-31
JORNAL ECONÓMICO
António Vasconcelos Moreira
31 Março 2020, 11:22
 
 
A comissão executiva da Caixa Geral de Depósitos vai recomendar ao conselho de administração que proponha não distribuir dividendos de cerca de 300 milhões relativos ao exercício de 2019. A proposta será deliberada em assembleia-geral, que ainda não está marcada.
 
A comissão executiva da Caixa Geral de Depósitos (CGD), liderada por Paulo Macedo, já ouviu o Governo e vai recomendar ao conselho de administração que proponha não distribuir dividendos relativos ao exercício de 2019 em assembleia geral.
 
Em declarações ao Jornal Económico, fonte oficial do banco do Estado revelou que “em linha com a orientação do Banco Central Europeu (BCE) divulgada no passado dia 27, auscultado o Acionista,  a Comissão Executiva da CGD vai recomendar ao Conselho de Administração que proponha em Assembleia Geral a integração em reservas livres da totalidade do resultado liquido distribuível de 2019, permitindo assim a sua incorporação integral nos rácios de capital da Caixa. Deste modo a CGD reforça a sua capacidade para apoiar as famílias e as empresas nesta conjuntura particularmente exigente”.
 
A assembleia geral ainda não está marcada, mas costuma ser realizada em maio.
 
Em janeiro, aquando da conferência de imprensa que seguiu à apresentação dos resultados de 2019, Paulo Macedo disse que iria propor o pagamento de cerca de 300 milhões de dividendos ao Estado, acionista único do banco.
 
A notícia tinha sido avançada pelo “Jornal de Negócios” e foi agora confirmada pelo “Jornal Económico” (JE).
 
Nas últimas 24 horas, a CGD deu seguimento à orientação que o BCE deu aos bancos que supervisiona de não distribuirem dividendos, pelo menos, até 1 de outubro de 2020, por causa dos impactos da Covid-19. Na segunda-feira, contactada pelo JE, fonte oficial da CGD disse que o conselho de administração ainda não tinha reunido para deliberar sobre a suspensão da distribuição de dividendos relativos ao exercício de 2019.
 
 
 
TopoIr para lista

03_31_jeconomico