Sábado, 26 de Setembro de 2020

CONTACTOS

STEC
INFORMAÇÃO STEC
CGD - VIDAS DE DEDICAÇÃO, PAGAS COM... AMEAÇAS E RESCISÕES!
2020-09-10
COMUNICADO 08
Já percebemos que a pandemia de COVID 19 está para durar, avizinham-se tempos turbulentos e de incerteza na sociedade em geral e na CGD em particular.
 
Surpreendentemente ou não, a CGD aproveitou-se deste drama, para encetar um conjunto de práticas de autêntico terrorismo social, apontando a porta de saída a centenas de trabalhadores, independentemente do seu tempo de serviço, avaliação de desempenho, mérito ou função!
 
É a decisão arbitrária do “vais embora ou... vais embora”! É a redução cega dos postos de trabalho! É a ameaça torpe, a quem resiste, da retirada da Isenção de Horário de Trabalho! É o empurrar para a transferência de local de trabalho, alteração de funções inferiores à categoria, apenas e só por retaliação mesquinha.
Em suma, é semear um clima de medo, que leve à aceitação incondicional de todas as medidas que a gestão entenda impor. É o retorno à CGD, do ambiente de trabalho que se vivia antes do 25 de Abril de 1974! É um despudorado retrocesso social!
 
Como se não bastasse, os mentores destas medidas mostram-se ainda mais refinados, quando para justificar este «atirar massivo de gente válida para o desemprego» têm o descaramento de anunciar que o fazem… para lhes “dar oportunidade” de se realizarem profissionalmente no exterior; auxiliados para o efeito e ineditamente, por escritórios de advogados externos à CGD, com recurso óbvio a  elevadíssimos honorários, suportados pela empresa.  
 
Qual a justificação para se pressionar estes trabalhadores a desvincularem-se da CGD com práticas que configuram assédio e em seguida recorrer-se à Contratação Externa, altamente dispendiosa e... sem Concurso? Aumenta-se a despesa, reduz-se a qualidade do serviço prestado e descredibiliza-se a política de recursos humanos. É um deteriorar da cultura da empresa e da própria CGD!
 
Designam os trabalhadores por “colaboradores”, para lhes incutir uma falsa ideia de importância na vida da Empresa, para agora os tratarem acintosamente como «coisa descartável e sem valor»…
 
Será este o prémio que a CGD quer atribuir aos trabalhadores, muitos deles que estão e estiveram na linha da frente no atendimento aos clientes, em tempos de pandemia de COVID 19, com total dedicação e empenho, esforçando-se diariamente para cumprir objetivos, mesmo que na maioria das vezes inatingíveis? Aqueles que estoicamente se empenharam mesmo sem verem cumprida de forma clara e justa a Rotatividade e o Teletrabalho?
 
Onde está uma política de pessoal que valorize o trabalho? Que incuta respeito e solidariedade entre todos? Que seja credível nos princípios que apregoa e transparente nas intenções?

NÃO TE DEIXES HUMILHAR!   DEFENDE A TUA DIGNIDADE!
ÉS UM TRABALHADOR COM VALORES E DIREITOS E NÃO UM OBJETO!
POR UMA CGD PÚBLICA, QUE APOIE A ECONOMIA E AS POPULAÇÕES!
NÃO FIQUES ISOLADO, A SOFRER E A LUTAR SOZINHO!   JUNTA-TE AO STEC!
 
A Direção
TopoIr para lista

comunicado_08_2020