Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017

CONTACTOS

STEC
INFORMAÇÃO STEC
O CONSELHO NACIONAL DO STEC REUNIU NO DIA DEZOITO DE NOVEMBRO
2016-12-02

CONSELHO NACIONAL APROVA: 

    • PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PARA 2017
    • COMPRA DE IMÓVEL DA DELEGAÇÃO DE COIMBRA
    • RATIFICAÇÃO DO ACORDO STEC /EMPRESAS DO GRUPO CGD

 

O Conselho Nacional do STEC reuniu no dia dezoito de novembro, no Porto, para deliberar sobre os seguintes pontos da ordem de trabalhos:

 

- Ponto 1 – Ratificação do Acordo de Empresa STEC/Empresas do Grupo CGD, publicado no BTE nº 31, de 22-08-2016 e subsequente Acordo de Adesão ao mesmo, com o SOGRUPO, Compras e Serviços Partilhados, ACE, publicado no BTE nº 39, de 22-10-2016;

 

- Ponto 2 – Discussão e votação da proposta da Direção sobre a compra de um imóvel para instalação da delegação do STEC em Coimbra;

 

- Ponto 3 – Discussão e votação do Plano de Atividades e Orçamento para 2017.

 

No ponto prévio, o Presidente da Direção fez uma intervenção acerca do problema do impasse com a nova Administração da CGD, abordando os principais aspetos desta situação, nomeadamente as implicações que este problema tem no funcionamento da empresa e na vida dos seus trabalhadores.

Seguiram-se algumas intervenções por parte dos membros do Conselho Nacional, a que a Direção respondeu.


cn_nov1

No Ponto um da Ordem de Trabalhos, a Direção apresentou uma proposta de ratificação do Acordo Coletivo STEC/EMPRESAS do Grupo CGD e do Acordo de Adesão ao mesmo, com o SOGRUPO. Um Conselheiro questionou a direção pelo facto de, na sua opinião, não ter recorrido mais aos delegados sindicais das Empresas do Grupo. A Direção respondeu que tinha conduzido o processo da mesma forma com que conduz a negociação do Acordo de Empresa com a CGD, e que considera ser esta a maneira mais eficaz. Não havendo mais pedidos de intervenção, a proposta de ratificação foi colocada à votação, tendo sido aprovada por unanimidade.


cn_nov2

No ponto dois da Ordem de Trabalhos, a Direção explicou a oportunidade da aquisição de um imóvel, para instalação da nossa delegação de Coimbra, pelo valor máximo de cento e sessenta mil euros. Esclareceu, pormenorizadamente, acerca da oportunidade desta compra, dado que se trata de um espaço já arrendado pelo STEC, em que foram efetuadas recentemente obras de beneficiação. Falou ainda da localização e da valorização que irá ter, pelo facto de estar inserido numa zona nobre da Cidade, que está a ser beneficiada com obras de requalificação. Depois de alguns pedidos de esclarecimento por parte dos membros do Conselho Nacional, que foram respondidos, a proposta foi posta à votação, tendo sido aprovada por unanimidade e aclamação.

 
cn_nov3
 

No ponto três foi apresentada pela Direção a proposta de Plano de Atividades e Orçamento para 2017, procedendo a uma explicação sobre cada uma das matérias e valores constantes nas diversas rubricas do documento. O Presidente do Conselho Fiscal explicou os pressupostos que estiveram na base do seu parecer favorável ao documento em análise.
 

Foi dada a palavra aos membros do Conselho Nacional, que deram sugestões, efetuaram pedidos de esclarecimento e apresentaram críticas sobre aspetos não tratados ou insuficientemente tratados no documento, nomeadamente aspetos relacionados com igualdade de género, juventude, assédio e comunicação. A Direção abordou os assuntos suscitados pelos Conselheiros, procurando esclarecer todas as questões levantadas. O Plano de Atividades e Orçamento também aprovado por unanimidade.

 

 

TopoIr para lista

cn_nov1