Sábado, 19 de Agosto de 2017

CONTACTOS

STEC
INFORMAÇÃO STEC
… E ASSIM SE MOTIVA OS TRABALHADORES DA CGD
2017-04-20
COMUNICADO 04

APÓS 7 ANOS SEM REVISÃO SALARIAL E 4 ANOS SEM PROMOÇÕES,
A PRIORIDADE SOCIAL DA CGD É CORTAR NO SUBSÍDIO DE ALMOÇO! 


Continuamos a aguardar que a CGD resolva o congelamento de promoções, entre 2013 e 2016.


Continuamos a aguardar que a CGD responda à proposta de revisão salarial que em 10 de fevereiro e 22 de março entregámos.


Mas, enquanto esta espera continua, a CGD tomou uma iniciativa! Cortar uma prática de 40 anos, na forma de pagamento do Subsídio de Almoço, que irá resultar num corte anual de 277,50€ a cada trabalhador!


O argumento apresentado, é surpreendente - respeitar a redação do Acordo de Empresa!


Onde é que está a coerência no respeito da CGD pelo Acordo de Empresa, nomeadamente, quanto:

  • ao cumprimento do horário de trabalho?
  • ao respeito pelo período de descanso de almoço?
  • ao pagamento das horas extraordinárias?
  • ao cumprimento das promoções obrigatórias? 
  • ao pagamento das despesas de deslocação dos gestores multi-agências?

Ora quanto a estas e outras questões, que fazem parte do Acordo de Empresa, a CGD não manifesta qualquer preocupação pelo seu cumprimento!


Por outro lado, e porque o que parece estar aqui em causa é o facto “gravíssimo” da CGD estar há 40 anos sem descontar os dias de ferias no Subsídio de Almoço, suscita duas perguntas:

  • será que a CGD suspende os cartões de crédito que atribui aos altos quadros, quando estes estão de férias?
  • será que os altos quadros da CGD preenchem, como é devido, os respetivos dias de férias no Caixa pessoal?


Para analisar estas e outras questões
e decidir sobre as medidas a tomar,
o STEC vai convocar uma

REUNIÃO NACIONAL DE DELEGADOS SINDICAIS
DIA 4 DE MAIO ÀS 10H EM LISBOA
 


 

OS TRABALHADORES DA CGD NÃO TÊM CULPA DA SITUAÇÃO DA CAIXA!
 


MANTÉM-TE ATENTO!   EXIGE A APLICAÇÃO DO AE!
SINDICALIZA-TE!   PARTICIPA!

TopoIr para lista

comunicado_04