Terca-Feira, 14 de Julho de 2020

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
JOAQUIM DE SOUZA DEIXA PRESIDÊNCIA DO BANCO DE INVESTIMENTO DA CAIXA
2020-01-06
ECO SAPO
6 Janeiro 2020
 
Gestor de 49 anos deixa Caixa BI para assumir projeto pessoal. Banco adianta que até ao final de janeiro ou início de fevereiro haverá um nome para suceder a Joaquim de Souza no banco.
 
Joaquim de Souza abandonou a liderança do banco de investimento da Caixa Geral de Depósitos (CGD) no passado mês de dezembro. O gestor, 49 anos, sai do banco público para assumir um projeto pessoal.
 
A notícia da saída de Joaquim de Souza do Caixa — Banco de Investimento (Caixa BI) tinha sido avançado em meados do mês passado pelo ECO Insider — newsletter do ECO reservada a assinantes — e foi confirmada esta segunda-feira pelo próprio ao Expresso (acesso livre).
 
O ECO contactou o banco público nos últimos dias sobre este assunto, mas não obteve uma resposta. Ao Expresso, a CGD adiantou que será indicado um novo presidente do CaixaBI até ao final de janeiro ou início de fevereiro, podendo o novo nome ser uma escolha interna ou externa ao próprio banco.

Nos últimos meses, o banco de investimento foi sendo progressivamente integrado na estrutura orgânica da CGD. Recentemente, mudou-se de um prédio no centro da cidade, na Avenida Barata Salgueiro, para a sede do grupo, na Avenida João XXI, e perdeu progressivamente a sua autonomia.
 
O Caixa BI tem estado focado nos últimos anos em operações de gestão decorrentes das obrigações impostas pela Direção Geral da Concorrência (DGComp) Europeia, como a venda de operações no exterior, nomeadamente Espanha e África do Sul. O banco do Estado está ainda a fechar as vendas dos bancos no Brasil e em Cabo Verde.
 
O pelouro do banco de investimento está a cargo de Francisco Cary. Segundo o Expresso, a restante administração mantém-se: Francisco Rangel, Paulo Oliveira e Silva, Paulo Henriques, Ana Paula Melo e Manuela Martins Ferreira.

TopoIr para lista