Segunda-Feira, 13 de Julho de 2020

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
MB WAY – AS COMISSÕES DOS BANCOS VÃO SER LIMITADAS!
2020-03-01
LEAK
Por Nuno Miguel Oliveira
1 Março, 2020


O MB Way foi um avanço brutal no combate ao dinheiro ‘vivo’, ao permitir a troca de dinheiro livre e instantânea entre bancos sem qualquer problemas ou pagamentos à mistura. Aliás, houve uma altura em que muita boa gente saia de casa sem carteira, trazendo consigo apenas o smartphone para levantar dinheiro ou fazer pagamentos.
 
Mas claro que este avanço teve de levar um sério travão, quando os bancos viram a possibilidade de ganhar alguns trocos. Algo que ainda não está implementado em todas as entidades bancárias, mas que infelizmente já é uma triste realidade em bancos como o BPI, Millennium, Caixa Geral de Depósitos, Santander e Caixa Agrícola.
 
No entanto, ainda não existe uma comissão ‘standard’. Ou seja, os bancos pedem aquilo que bem entendem pelo uso deste serviço outrora gratuito. Ora veja:
  • BCP (Millennium) – 1,248 euros por cada transação. Valor que desce para os 52 cêntimos dentro da app do banco. (Clientes frequentes não pagam taxa)

  • BPI – 1,2€ por cada transferência. Quem usa a app do banco não paga. (Existem pacotes que não pagam taxa.)

  • Caixa Agrícola – 25 cêntimos por cada transferência.

  • Caixa Geral – 85 cêntimos (88,4 com o imposto de selo). No entanto, os clientes com menos de 26 anos, ou Conta Caixa não pagam taxa. Quem usa a app do banco não paga a taxa.

  • Santander – 93,6 cêntimos por transferência. No entanto, quem tem cartão Stream, Maestro Jovem, #U, # Global U e Mundo 123 estão isentos. Quem usa a app do banco não paga até aos 50€. (46,8 cêntimos após o limite)
 
MB Way – As comissões dos bancos vão ser limitadas, mas não proibidas
 
Portanto, devido a esta situação, o PS avançou com um projeto que pretende limitar as comissões no uso do MB Way. No entanto, infelizmente, a proibição nem sequer foi posta em cima da mesa.
 
Dito isto, a proposta foi aprovada e vai agora ser discutida.
 
Em suma, os bancos vão ver algumas limitações a ser impostas na cobrança de comissões em serviços digitais como o Revolut, MB Way, etc… Além de tudo isto, é preciso também ter em conta que o PS planeou isentar operações até alguns certos limites.
 
  • 100 euros por operação;
  • 500 euros enviados em operação na plataforma durante o período de um mês;
  • 50 transferências realizadas no período de um mês
 
Agora resta esperar para perceber qual irá ser o resultado final.

TopoIr para lista

03_01_leak