Domingo, 07 de Junho de 2020

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA CGD AINDA NÃO REUNIU PARA DISCUTIR A SUSPENSÃO DO PAGAMENTO DE DIVIDENDOS AO ESTADO
2020-03-30
JORNAL ECONÓMICO
António Vasconcelos Moreira
30 Março 2020, 16:03
 
 
Fonte oficial da Caixa Geral de Depósitos disse ao Jornal Económico que o tema da distribuição de dividendos relativa ao exercício de 2019 terá de ser decidida em assembleia-geral, que ainda não está marcada.
 
O conselho de administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) ainda não reuniu para suspender a distribuição de dividendos relativos ao exercício de 2019, apurou o Jornal Económico junto de fonte oficial do banco do Estado.
 
Paulo Macedo, presidente executivo da CGD, disse em janeiro que o banco pretendia distribuir dividendos ao Estado pelo segundo ano consecutivo, propondo entregar aos cofres públicos 300 milhões de euros em virtude dos resultados de 776 milhões obtidos no passado.
 
No entanto, na semana passada, o Banco Central Europeu (BCE) pediu aos bancos europeus que não distribuíssem dividendos, pelo menos, até janeiro de 2020. Em comunicado, a instituição liderada por Christine Lagarde recomendou que “pelo menos até 1 de outubro de 2020 não sejam pagos dividendos e que não sejam assumidos compromissos irrevogáveis de distribuir dividendos por parte das instituições de crédito relativamente aos exercícios de 2019 e 2020 e que as instituições se abstenham de recompras de ações destinadas a remunerar os seus acionistas”.
 
O “Jornal Eco” noticiou que a administração da CGD estaria a propor ao Governo o cancelamento do pagamento de 300 milhões de euros de dividendos ao Estado por causa da pandemia de Covid-19 na sequência da recomendação do BCE.
 
Questionada pelo Jornal Económico sobre a distribuição de dividendos relativos ao exercício de 2019, fonte oficial da CGD, disse que “o conselho de administração da Caixa ainda não reuniu para discutir a distribuição de dividendos de 2019”, embora o banco do Estado tenha tomado “boa nota da recomendação do BCE sobre a não distribuição de dividendos até outubro”.
 
A mesma fonte explicou que, em todo o caso, “a proposta de distribuição de dividendos será apresentada ao pelos órgãos sociais da Caixa e será decidida em Assembleia Geral” que ainda não se encontra marcada.
 
Na quinta-feira à noite, o Millennium bcp emitiu uma nota ao mercado na qual explicou que, devido ao “contexto de incerteza” que se vive por causa da Covid-19, vai propor aos acionistas, em assembleia-geral, marcada para o dia 20 de maio, a não distribuição de dividendos relativos ao exercício de 2019.
 
 
 
TopoIr para lista

03_30_jeconomico
 
Fotografia: Cristina Bernardo