Domingo, 18 de Novembro de 2018

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
CGD APOIA CASO A CASO
2012-01-22
CORREIO DA MANHÃ

22 Janeiro 2012

Por: Pedro H. Gonçalves com D.R.


Os representantes dos trabalhadores do Grupo Caixa Geral de Depósitos (CGD) estão a tentar negociar, com a administração, a possibilidade de adiar o pagamento de prestações de crédito à habitação aos funcionários atingidos pelos cortes nos subsídios. A administração admite apoiar os seus trabalhadores, particularmente casos em que casais de funcionários sejam atingidos, mas recusa prorrogar os prazos de pagamento do empréstimo à habitação.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas do Grupo CGD (STEC), João Lopes, assume que há já trabalhadores a anteciparem "situações dramáticas", devido ao corte nos subsídios de Natal e de férias. Por isso, segundo adiantou à Lusa, o sindicato está a tentar negociar com o banco a possibilidade de os funcionários poderem adiar o pagamento, este ano, de algumas prestações do crédito à habitação.

"A CGD já tem um sistema, em termos de apoio social, para casais em que exista sobreendividamento, de forma a que se faça uma reestruturação da dívida", explicou ao CM fonte próxima da administração, sublinhando, contudo, que o tal adiamento "está fora de questão". Haverá apenas alguma "sensibilidade na análise caso a caso".


SINDICATO PROCESSA TAP POR CORTES

O Sindicato que representa os tripulantes de cabine entregou, na semana passada, no Tribunal do Trabalho de Lisboa uma acção judicial contra a TAP, a contestar o corte dos subsídios de férias e Natal. O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo e da Aviação Civil (SNPVAC) entregou uma Acção Declarativa de Condenação contra a administração da TAP, alegando que a suspensão do pagamento dos subsídios é ilegal e inconstitucional. O Governo recusou dar um regime de excepção à transportadora. O sindicato justifica a decisão com um conjunto de argumentos, entre os quais o facto de "o direito ao salário estar consagrado nas leis constitucionais, pelo que só pode ser restringido num caso de estado de sítio, ou de emergência, declarados na forma prevista na Constituição".

TopoIr para lista

cgd_noticia_cm.jpg