Sábado, 17 de Novembro de 2018

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
PASSOS COELHO NÃO EXCLUI PRIVATIZAÇÃO DA CGD
2012-09-21
ECONÓMICO

Márcia Galrão e Inês David Bastos   

Seguro perguntou duas vezes a Passos se vai privatizar a CGD. E aproveitou para deixar um aviso em tom de ameaça: "Terá o PS pela frente se ousar privatizar a CGD".


"Terá o PS pela frente se ousar privatizar a CGD". A ameaça em tom duro veio de António José Seguro, olhos nos olhos com Passos Coelho, durante o debate quinzenal, acrescentando que também terá os portugueses pela frente se o fizer.


O secretário-geral do PS insistiu duas vezes na pergunta sobre se o Governo pretende incluir a CGD nas privatizações que o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, anunciou recentemente.


Passos não respondeu directamente, mas garantiu que "quando quiser anunciar algo sobre a CGD não deixará de o fazer" e que o Executivo "não o fará sorrateiramente". Por fim, pediu para não haver especulação sobre esta matéria.


Seguro não deixou passar a oportunidade para questionar o primeiro-ministro sobre a "desautorização" do seu parceiro de Governo, Paulo Portas, que disse publicamente estar contra o aumento da TSU para os trabalhadores. Passos lembrou que a "desvalorização fiscal" estava no memorando de entendimento com a ‘troika", ao que ouviu vozes socialistas a reclamar que não é assim. O PS deixou mesmo claro que se o Governo "persistir, ainda que modelada ou calibrada, na TSU", terá os socialistas e os portugueses, "de quem se divorciou", pela frente.

TopoIr para lista