Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
CAIXA VENDE HPP AO GRUPO AMIL POR 80 MILHÕES DE EUROS
2012-10-08
DINHEIRO VIVO

O negócio de saúde da Caixa Geral de Depósitos (CGD) já tem novo dono. O banco estatal vendeu o negócio aos brasileiros do Amil, um dos três candidatos à compra dos HPP - Hospitais Privados de Portugal, do grupo Caixa.


Segundo apurou o Dinheiro Vivo, o montante do negócio ficou pouco acima de 80 milhões de euros, ou seja, abaixo dos 100 milhões de euros a que estava avaliado o negócio de saúde da Caixa. No entanto, já era expectável que esse montante fosse difícil de atingir dada a elevada dimensão da dívida dos HPP.


Ainda assim, o Dinheiro Vivo sabe que a proposta do grupo Amil era a mais elevada. Ou seja, o banco público conseguiu concretizar a venda pela melhor oferta.


A escolha recaiu no grupo Amil, o maior operador de saúde do Brasil, depois de resolvido o problema com o Hospital de Cascais, avançou o Correio da Manhã. Isto porque esta unidade hospitalar foi construída em regime de Parceria Público-Privada (PPP), o que significa que o concessionário tem a obrigatoriedade de ficar vinculado ao Sistema Nacional de Saúde (SNS) até ao final do contrato.


Inicialmente este terá sido um ponto de discussão e discórdia. No entanto, a insistência do Ministério da Saúde, para que o comprador assumisse o contrato da PPP do Hospital de Cascais, acabou por levar os brasileiros ceder, apresentando uma proposta que inclui a unidade hospitalar de Cascais.


O grupo Amil foi assim o escolhido entre a Espírito Santo Saúde, detentora de vários hospitais privados (como por exemplo, o Hospital da Luz) e a Frontino, um fundo de investimento encabeçado por Jaime Antunes, em parceria com investidores angolanos.

TopoIr para lista

presidente_cgd.jpg

Faria de Oliveira, presidente da CGD

José António Domingues