Sábado, 17 de Novembro de 2018

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
STANDARD & POOR'S SOBE PERSPETIVA DE RATING DA CGD E TOTTA
2013-03-12
TVI24

Por: Paula Gonçalves Martins

Agência diz que, em caso de necessidade, estas instituições têm maior probabilidade de receber apoio dos seus acionistas que os outros bancos.
 

A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) melhorou a perspetiva para o rating da dívida da CGD e do Santander Totta, de negativa para estável, tal como fez com a dívida soberana portuguesa na semana passada. Os restantes bancos, no entanto, não acompanharam este movimento.

 

BES, BPI e BCP continuam a ter um risco mais elevado de ver o seu rating cortado nos próximos meses.

 

No caso do Santander Totta, a agência atribui uma classificação de «BB». Já no caso da CGD, o rating é de «BB-».

 

A agência explica a revisão com a perspetiva de apoio por parte dos respetivos acionistas (Estado no caso da CGD e o banco espanhol Santander, no caso do Santander Totta), se necessário. «Acreditamos que isso mitiga largamente o efeito das fracas condições económicas no perfil de crédito dos bancos», diz a agência na sua nota.

 

No que toca aos restantes bancos, a S&P atribui ao BES e BPI uma nota de «BB-», a mesma que é atribuída à dívida da República) e ao BCP uma classificação de «B+», dois níveis abaixo de Portugal. É que, nestes bancos, «persiste uma pressão no perfil de crédito, devido ao ainda difícil ambiente macro-económico que perspetivamos para Portugal».

 

No caso do BCP, o rating é mais baixo porque o banco «é particularmente vulnerável ao fraco ambiente económico e enfrenta desafios estratégicos mais elevados, quer em Portugal quer na Grécia», explica a agência.

 

Para estes três bancos, a perspetiva da agência pode melhorar se «os riscos no ambiente operacional do sector diminuírem, estabilizando o seu perfil de crédito».

TopoIr para lista

paula_goncalves_martins.jpg

Paula Gonçalves Martins