Sábado, 17 de Novembro de 2018

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
ENTREGA DA CGD À PARPÚBLICA NÃO CHEGAVA PARA CONTER SUBIDA DA DÍVIDA
2013-10-01
ECONÓMICO

Margarida Peixoto e Maria Ana Barroso
01/10/13 00:05

O Governo reviu em alta a previsão de dívida pública de 122,9% para 127,8% do PIB.

A entrega das acções da Caixa Geral de Depósitos (CGD) à Parpública não seria suficiente para saldar as dívidas para com esta empresa e, dessa forma, forçar o rácio da dívida pública a descer. Os relatórios e contas da Parpública mostram que esta seria sempre uma estratégia com impacto limitado.
 

O Ministério das Finanças revelou ontem que a ideia de transferir as acções da CGD para a Parpública foi abandonada. Esta foi, aliás, uma das razões indicadas pela ministra Maria Luís Albuquerque para justificar a escalada da dívida pública. Ontem o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que o Executivo enviou para Bruxelas uma previsão de dívida pública de 127,8% do PIB - um valor bem acima dos 122,9% que foram consensualizados com a ‘troika', aquando da sétima revisão ao programa de ajustamento.

TopoIr para lista