stec_logo
Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024

INFORMAÇÃO STEC

E-MAIL
Outras Publicações
img-email
Negociação salarial CGD/STEC
E-MAIL

Negociação salarial CGD/STEC
1/2/2024 – Segunda reunião

 

Em resposta à grande expectativa, que muito naturalmente existe no seio dos trabalhadores e reformados da CGD, sobre a negociação salarial para 2024, a Direção do STEC vem tornar pública a posição que o Grupo Negociador da CGD assumiu na primeira reunião.

 

Desiludam-se todos aqueles (de certeza a esmagadora maioria dos trabalhadores da CGD) que ainda acreditavam que esta Administração da CGD, reconhecia nos históricos lucros de mais de mil milhões de Euros do exercício de 2023, o papel determinante dos trabalhadores da Empresa!

 

Lamentavelmente, a resposta foi um brutal e sobranceiro NÃO!

 

Por parte da Administração da CGD, segundo o seu Grupo Negociador, os vultuosos lucros da Empresa devem-se “inteirinhos” ao aumento das taxas de juro decretado por Bruxelas! Será caso para perguntar, se o sucesso desta gestão se deve apenas à alienação de património e ao aumento desses mesmos juros!?

 

Por conseguinte, “desça à terra” quem estava convencido que os seus sacrifícios diários, as horas que trabalha a mais sem qualquer pagamento, o tempo que rouba aos filhos, à família e a si próprio, porque é massacrado com a ideia de que primeiro e acima de tudo está a CGD! A hora de almoço, que pela carga de trabalho é pressionado a reduzir para meia-hora ou quinze minutos, o serviço que leva para casa pela pressão dos objetivos irrealistas que lhe são impostos, os dias em que vai trabalhar sem condições de saúde e medicado para não ser penalizado, porque tudo isso… pouco ou nenhum valor tem, para esta Administração da CGD que se vangloria e exibe com os lucros alcançados!

 

Lucros estes que então e segundo a gestão, se devem pouco a quem trabalha e trabalhou na CGD, porque, na sua ótica, o fator trabalho é.… o que menos conta!

 

Assim e na sequência desta posição, a CGD propôs um aumento de 3%, acompanhado da ameaça de avançar unilateralmente com a atualização salarial que entender, caso o STEC não subscreva a mesma, numa clara tentativa de desvalorizar e desprezar a contratação coletiva!

 

Ora, perante esta posição, de prepotência e chantagem da entidade patronal, todos nos devemos interrogar sobre o que podemos esperar da gestão, quanto à sua seriedade neste processo negocial?!

 

O STEC, como sempre, não vai baixar os braços e tudo irá fazer para defender os seus associados, os trabalhadores e reformados da CGD em geral e naturalmente a própria Instituição CGD, a sua imagem e os seus clientes!

 

É urgente compensar os trabalhadores pelo aumento da produtividade valorizando salários! É urgente repor poder de compra aos trabalhadores, pré-reformados e reformados da CGD!

 

Amanhã realizar-se-á a segunda reunião negocial entre o Grupo Negociador do STEC e da CGD. Esperamos que a intransigência e a chantagem fiquem à margem desta reunião e que seja apresentada uma contraproposta da CGD justa, razoável e reconhecedora!

 

 

ATENTOS QUANTO À EVOLUÇÃO DAS NEGOCIAÇÕES!

 

ATIVOS NA DEFESA DOS TRABALHADORES E REFORMADOS DA CGD!

 

DETERMINADOS NA ORGANIZAÇÃO E MOBILIZAÇÃO DOS TRABALHADORES!

 

 

A Direção

03_17_cartoon_dia-do-pai