stec_logo
Quinta-feira, 1 de Dezembro, 2022

INFORMAÇÃO STEC

E-MAIL
img_email
A Direção do STEC saúda os milhares de trabalhadores do Grupo CGD que, hoje, dia 31 de dezembro, aderiram ao segundo dia de Greve!
E-MAIL

A Direção do STEC saúda os milhares de trabalhadores do Grupo CGD que, hoje, dia 31 de dezembro, aderiram ao segundo dia de Greve!

 

Saudamos também todos os trabalhadores e reformados que se deslocaram de diferentes pontos do país para marcar presença na concentração realizada ontem frente à sede da CGD.

 

Este segundo dia de Greve e a adesão massiva dos trabalhadores à mesma, ultrapassando os 70% registados no dia de ontem (primeiro dia de Greve), consolida e demonstra o seu indesmentível e comprovado êxito, em que pelo segundo dia consecutivo, encontram-se centenas de Agências encerradas ou inoperacionais, apenas com a Gerência presente, sem as mínimas condições para prestar qualquer tipo de atendimento ao público.

 

O STEC congratula-se pela enorme adesão dos trabalhadores a esta Greve histórica, e espera que a Administração saiba retirar as devidas ilações, considerando e atuando na resolução das justas e legitimas reivindicações dos trabalhadores.

 

Entretanto, como já seria previsível a Administração da CGD, veio a público, propalar que a CGD é uma Empresa maravilha, onde todos vivem bem, andam felizes e estão contentes!

 

Ora vejamos, vem a Administração dizer que:

 

  • “lamenta a greve e que a mesma é uma desvantagem competitiva face aos concorrentes”. A única coisa que a Administração da CGD deveria estar a lamentar, é a sua incapacidade e inépcia negocial que é, essa sim, a maior desvantagem competitiva que a CGD pode ter.
  • “a CGD tem uma tabela de remunerações muito acima dos restantes bancos com quem concorre”. Para além de ser falso, esquece-se de informar que esta Administração é a mais bem paga em toda a história da Empresa, auferindo uma remuneração anual, na ordem dos 4 milhões de euros. Com estes vencimentos principescos, facilmente percebe-se por que razão a negociação da tabela salarial é um fator secundário para a Administração…
  • “a massa salarial da Caixa Geral de Depósitos teve um aumento em 2021 superior a 1,1%. Com a atual proposta da Caixa para tabela salarial, o aumento ficará em 1,5%”. Esta tentativa patética de enganar os trabalhadores e o público no geral é facilmente desmascarada. Entenda-se que a CGD quando menciona um aumento de 1.1% refere-se a aumentos obrigatórios estabelecidos no Acordo de Empresa STEC/CGD que abrangem apenas uma pequena percentagem dos trabalhadores.
  • “Cerca de 82% dos colaboradores tiveram prémios de desempenho em 2021”. Faltou apenas informar que estes prémios são atribuídos com base em critérios no essencial desconhecidos, arbitrários e discriminatórios com centenas de trabalhadores a ficarem excluídos, apesar de avaliados positivamente, por terem cometido o “erro” de faltar por motivo de doença, prestação de assistência imprescindível e inadiável à família e assistência à filhos menores.

 

Se a situação social na CGD não fosse trágica e a caminhar para o caos, as declarações da Administração, poderiam bem ser… um guião para uma comédia de humor negro.

 

Mas, como muito bem diz o ditado popular “o pior cego é aquele que não quer ver”!

 

 

OS TRABALHADORES MOSTRARAM QUE NÃO ACEITAM ABDICAR DOS SEUS DIREITOS!

 

ESTA GREVE E A SUA DIMENSÃO É MAIS UM AVISO À ADMINISTRAÇÃO.

ESPEREMOS QUE A ADMINISTRAÇÃO DA CGD TENHA A CAPACIDADE DE TIRAR AS DEVIDAS ILAÇÕES.

 

O STEC NÃO EXCLUI A POSSIBILIDADE DE NOVAS AÇÕES DE LUTA, CASO A SITUAÇÃO LABORAL NÃO SE ALTERE.

 

Greve_CGD_2021_12_horasextra_s

 

A Direção

03_17_cartoon_dia-do-pai