stec_logo
Domingo, 5 de Dezembro, 2021

INFORMAÇÃO STEC

COMUNICADOS
comunicado_16
A vergonhosa proposta de revisão salarial da CGD!
COMUNICADO 16
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Ao fim de mais de 8 meses, a CGD dignou-se finalmente responder à proposta de revisão salarial e das cláusulas de expressão pecuniária, apresentada pelo STEC em 18 de janeiro de 2021!

 

Tantos meses para pensar, tantos lucros alcançados, tantos elogios ao contributo dos trabalhadores, para agora a Administração responder… com uma “mão cheia de nada!”

 

A CGD apresentou uma proposta que se traduz num aumento salarial de 0,10%. Quando se atiram esmolas salariais de 1 e 2 Euros e se dá 1 cêntimo de aumento no Subsídio de almoço, como se pode classificar essa atitude?

 

Exortamos os trabalhadores a refletirem muito bem sobre este comportamento da CGD e a fazerem a devida avaliação e comparação desta resposta… com a crua realidade que cada um vive e sente no dia a dia do seu local de trabalho. Designadamente:

 

  • As 7 horas de trabalho diário que o contrato estabelece e as… dez horas, no mínimo, que diariamente és forçado a trabalhar, sem qualquer remuneração acrescida!
  • As horas de descanso pessoal e familiar que a lei e a saúde te determinam… e a completa indiferença ou mesmo desvalorização, que a CGD exibe em relação a essa questão!
  • A obsessão da CGD, que não é inocente, em perpetuar o obsoleto livro de ponto, para o registo de horário, ao mesmo tempo que “enche a boca” com… preocupações ambientais e elogios ao digital!
  • A pressão, o assédio e a ameaça a que és diariamente submetido, para atingires mais e mais objetivos… enquanto vês o grupo de trabalho a reduzir-se, pelas rescisões e pré-reformas!
  • A “cenoura” dos prémios com que te acenam, para depois de te esforçares para atingires os objetivos… verificares o chocante embuste de que esses prémios se revestem!
  • A violência psicológica que é exercida sobre os clientes e cuja revolta recai sobre ti, para que esqueçam o contacto presencial, recorram aos meios eletrónicos… ou abandonem a CGD!

E exortamos ainda a que olhes para os “aumentos” que a CGD te apresenta e que penses em ti! Que penses, na tua conta de eletricidade que irá aumentar mais de 1 Euro por mês! Que penses, no preço dos combustíveis que já dispararam! Que penses nos produtos de primeira necessidade de que vão, sem qualquer dúvida, subir de preço, acompanhando a taxa de inflação que atualmente se situa em 1,5%.

 

E que penses… nos lucros da CGD! Lucros que a ti se devem e que são os maiores de toda a Banca! Lucros que à tua custa… irão crescer ainda mais.

 

E tu? E a tua família? Como vai ser a vossa vida? E o futuro? Vais deixar que te continuem a tratar como o “patinho feio”? Aquele que tudo aceita? Aquele que tudo aguenta? Até quando?

 

O STEC, OBVIAMENTE, NÃO ACEITA ESTA PROPOSTA INSULTUOSA PARA OS TRABALHADORES, PELO QUE SE IRÁ MANTER NO PROCESSO NEGOCIAL QUE ATUALMENTE DECORRE NO MINISTÉRIO DO TRABALHO.
 

 

A Direção