stec_logo
Sexta-feira, 14 de Junho, 2024

INFORMAÇÃO STEC

E-MAIL
Outras Publicações
img-email
Nota de reprovação e protesto enviada à TVI – Processo Negocial
E-MAIL

Aos sócios do STEC,

 

Damos conhecimento da nota de reprovação e protesto que enviámos ontem, 18/01/2024 à redação da TVI na sequência de notícia falaciosa e tendenciosa, onde de forma pomposa anunciavam a “boa notícia” de um “benefício” de aumentos de 3% para os trabalhadores da CGD, quando o processo negocial ainda nem começou.

 

“À Redação da TVI

 

Assunto – Notícia no Jornal Nacional das 20h, de 17 /1/2024, acerca da contraproposta salarial da CGD

 

Exmos. Senhores,

 

A Direção do STEC, vem verberar a inverdade e a forma tendenciosa como foi transmitida a notícia da contraproposta salarial apresentada pela CGD, para o ano de 2024.

 

A notícia que transmitiram, omite a proposta apresentada por este Sindicato, dando a entender que não há qualquer processo negocial e que a revisão salarial é determinada apenas pela boa-vontade e/ou altruísmo da Administração da CGD, acrescentando ainda e, tendenciosamente, a opinião de que o suposto aumento atribuído se trata de um “benefício”, uma “boa notícia” para os trabalhadores, subvertendo e retirando importância a um processo negocial que agora vai iniciar.

 

No ano que se celebram os 50 anos do 25 de Abril e que o primado da contratação coletiva assume a maior relevância na generalidade dos programas políticos, é lamentável e eticamente grave que o noticiário da TVI tenha este comportamento, onde além de não expor os factos com clareza e rigor emite também opinião, colocando em causa o princípio da isenção que deve pautar o jornalismo.

 

Para vossa informação, enviamos a cronologia dos dados referentes à revisão salarial para 2024 no Grupo CGD:

 

  • Em 02 de janeiro de 2024 a Direção do STEC, o Sindicato mais representativo dos trabalhadores do Grupo CGD, entregou à CGD uma proposta de revisão salarial para 2024, traduzida em 7% de aumento, com um valor mínimo de 125 euros. Proposta acompanhada da respetiva fundamentação económica que anexamos;
  • Em 16 de janeiro de 2024, a CGD respondeu com uma contraproposta de 3%, igualmente acompanhada dos pressupostos económicos que, na ótica da Empresa, a sustentam;
  • * A primeira reunião negocial, está já marcada para o próximo dia 24 do corrente mês.

 

Com os nossos melhores cumprimentos,

 

A Direção do STEC”

 

 

O STEC irá dando as devidas informações quanto ao desenrolar e evolução do processo negocial, e alerta desde já os sócios para a importância de o acompanharem atentamente.

A resposta da Administração da CGD mais uma vez traduz um desencontro de posições, o STEC, procurará, como sempre, chegar a um acordo justo que defenda os trabalhadores e reformados da CGD!

 

É absolutamente decisivo e urgente repor poder de compra aos trabalhadores e reformados da CGD e reintroduzir na Empresa um clima saudável de trabalho e motivação!

 

A Direção

03_17_cartoon_dia-do-pai