stec_logo
Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024

INFORMAÇÃO STEC

E-MAIL
Outras Publicações
img-email
Pela Dignidade no Trabalho… na CGD!
E-MAIL

Comprometida… A Administração fica em silêncio!

Revoltados… Os Trabalhadores exigem respostas e respeito!

 

É inqualificável e ensurdecedor o silêncio da CGD, perante a gravidade dos factos denunciados na Campanha «Pela Dignidade no Trabalho», depois de descritos na primeira pessoa, por centenas de trabalhadores, no livro “Testemunhos”, que oportunamente o STEC promoveu e publicou. VER AQUI

 

Mais estranho e menos dignificante é o facto da mesma Administração aparecer depois, com pompa e circunstância, a anunciar os lucros históricos da CGD, que em 2023 vão ultrapassar em muito… os mil milhões de Euros! Ora, face às centenas de milhares de horas extraordinárias não pagas e às atuais condições de trabalho, está explicado muito do que sustenta e torna estes lucros… obscenos!

 

Por tudo isto, percebe-se bem as razões deste silêncio da Administração. Não sabe o que dizer, não quer assumir a verdade do que denunciamos, tem vergonha e… refugia-se no silêncio!

 

O STEC tem-se esforçado, por um diálogo efetivo e construtivo, em alterar esta situação e voltar a trazer autoestima aos trabalhadores da CGD e confiança aos clientes… mas com uma gestão que se fecha na sua «bolha» de lucros a qualquer preço e se alheia da realidade… não está a ser fácil!

 

Mas uma coisa podemos, mais uma vez e sempre, assegurar… NÃO VAMOS DESISTIR!

 

Os trabalhadores, que foram sempre o motor da CGD e os principais obreiros destes lucros, têm de ser respeitados, dignificados e estimulados no seu trabalho! É urgente, que a gestão da CGD valorize o fator trabalho nos custos da Empresa e deixe de o desvalorizar.

 

Trabalhar na CGD tem de voltar a ser motivo de satisfação, orgulho e realização pessoal. As doenças, físicas e psíquicas, o assédio e o burnout, a desmotivação e a descrença, a indignação e a revolta, têm de ser banidas e banidas de vez, do universo social da CGD.

 

A CGD, o nosso maior Banco, 100% público, é o grande ativo do país e dos portugueses e não pode, por isso mesmo, deixar de ser monitorizado pelo governo em toda a sua atuação.

 

Continuaremos a denúncia pública! Continuaremos a confrontar o governo! Continuaremos a informar a Assembleia da República e os diversos Partidos! NÃO NOS CONFORMAMOS!

 

 

A Direção

03_17_cartoon_dia-do-pai