stec_logo
Quinta-feira, 18 de Julho, 2024

INFORMAÇÃO STEC

E-MAIL
Outras Publicações
img-email
Registo eletrónico de ponto na rede comercial é mesmo para cumprir… ou apenas para fazer de conta?
E-MAIL

Caro(a) sócio(a)

 

 

Depois de muita luta e de muitas insistências e como é do conhecimento geral, foi finalmente implementado a 31 de março passado, o registo eletrónico de ponto para a Rede Comercial, acabando com uma situação obsoleta e discriminatória face ao que acontece nos Serviços Centrais e que corresponde às necessidades da Empresa.

 

Nessa altura a CGD e bem, deu indicações concretas para os trabalhadores registarem corretamente e sem exceções, o horário real e efetivo de trabalho, não podendo haver recusa às alterações existentes por parte das hierarquias, uma vez que tal faz parte das suas funções e por forma a estarem salvaguardados todos os direitos.

 

Chegam agora inúmeras denuncias ao STEC, que a CGD terá instruído, para ninguém alterar a hora de saída pré-estabelecida no sistema, impedindo-se assim, o registo da hora efetiva e real de saída, assumindo cada um as consequências que daí resultem!

 

De facto, várias hierarquias já nos confirmaram terem recebido ordens superiores, no sentido de não poderem validar quaisquer alterações ao horário de trabalho pré-estabelecido no sistema de registo eletrónico de presenças, o que é muito grave, uma vez que para lá das insuficiências existentes, rejeita a obrigatoriedade de alteração!

 

Como se não bastassem todas as situações sobejamente conhecidas e de transtorno, decorrentes da visível e flagelante insuficiência de quadros, das múltiplas pressões, da absurda carga administrativa e das incompreensíveis lacunas do sistema informático, entre outros, e que impossibilitam os trabalhadores de cumprir as obrigações profissionais dentro do horário de trabalho, nem sequer a legal paragem para almoço, temos mais este atropelo inadmissível e altamente lesivo para os trabalhadores!

 

Perante esta situação, o STEC já questionou a CGD, estando a aguardar uma resposta que reputamos da máxima importância, para aferir sobre qual o suporte e enquadramento legal destas diretrizes, e avaliar de forma séria todas as implicações!

 

NÃO PACTUES COM A AFRONTA E

EXIGE O REGISTO REAL E EFETIVO DOS TEUS PERÍODOS DE TRABALHO!

 

NUMA EMPRESA REFERÊNCIA COMO É A CGD,

ESTAS SITUAÇÕES ABUSIVAS NÃO PODEM ACONTECER!

 

Conta com o STEC!

O STEC conta contigo!

Juntos somos mais fortes!

 

 

A Direção

03_17_cartoon_dia-do-pai